quinta-feira, 1 de outubro de 2015

Família biológica do Pierre

Todos sabem que o Pierre foi comprado, na época eu não tinha a visão que tenho hoje sobre adoção, ainda mais depois que fundamos o Rescue e vimos o número de Scottish abandonados por ano. Na época até tentei adotar, mas não tinha nenhum Scottish no país disponível e fiquei pesquisando por 4 meses até tomar a decisão. Mas esse não é o assunto de hoje. Vim aqui contar um pouco sobre as origens do Pierre e quem era a sua família biológica. Vamos começar do começo: Apresento à vocês os pais do Pierre e uma de suas irmãs de uma ninhada anterior.
Birdy Ben Nevis - Mãe de Pierre (preta)
Joka dos Olhos de Veludo - Pai do Pierre (preto)
Irmã mais velha do Pierre de outra ninhada
O Pierre é a cara da mãe, né? Igualzinho mesmo. Logo recebi as primeiras fotos do Pi, e nem preciso dizer que fiquei apaixonada de cara, né? Afinal, como resistir a esses patões e essa língua de fora? O nome dele ia ser Horácio, ainda bem que cheguei a tempo e consegui alterar para: Jean Pierre Rzatki Arachanes D'el Dorado
Meu pequeno com alguns dias de vida
Era um feijão preto estiloso de língua de fora. Marrento desde que nasceu. Era o destino ser meu.
Depois de um tempo recebi as fotinhos dele maior com a irmãzinha na qual a Patricia Marques, dona do Canil Arachanes D'el Dorado, disse que era quem mandava no canil. Imaginei que viria um anjinho já domesticado, sabe nadaaa inocente! ;)
Me mandando esse olhar matador já desde pequeno

A cara de quem estava aprontando TODAS!
Provocando a mana (Pi é o da direita)
Primeiro sorriso do meu Pi <3
Nossas conversas começaram dia 27/11/2009 e no dia 24/12/2009 um amigo chegou do Rio Grande do Sul aqui em Florianópolis, depois de quase 6 horas de viagem de carro, com o meu pequeno pra mim :)
1ª foto com ele e óbvio que saiu tremida, ele não parava e queria tocar o terror
Pierre já veio com sua primeira tosa :D (Nascido em 03/11/2009)

terça-feira, 29 de setembro de 2015

Amor sem fronteiras e perfeições

Dizem que o amor é cego, surdo e mudo, e eu concordo. Escolhi um cão de raça na ocasião, porém já tive SRD (sem raça definida) e o amava igual. Amo qualquer animal e sei que não é beleza ou perfeição que irão indicar o tamanho do meu amor. 
Já ouvi dizer que meu cão é muito preto. Que é difícil bater foto dele porque nem o branco dos olhos aparecem. Ou que só consegue se ver a língua rosa. Que o cheiro dele é muito forte. O latido é grosso e alto demais... enfim, críticas sempre vem e eu as ignoro, sabe o por quê?
Acho o meu preto o mais lindo de todos, não é um exemplar da raça perfeito. Ele tem a parte de trás da saia com falhas de pêlos, que acredito que sejam devido as coceiras (ele arranca os pêlos quando se coça). 
Ele tem as patas traseiras como as do "Garrincha", sim, em formato de alicate. Eu acho isso um charme essas perninhas tortas, quer ver quando ele está super feliz e começa a ter tipo um "tique" com a pata de trás, dando um saltinho... só faz eu me apaixonar ainda mais.

Encalorado, apesar de ter o focinho enorme, ele baba bastante. E para quem não sabe, língua de fora não quer dizer que ele está apenas com sede. É o meio que os cães transpiram também. Ou até mesmo, quando salivam demais dentro do carro, por exemplo, pode ser sinal que estão com enjôo ;) Deixo as dicas!!
Orelhas de coelho? Parece um morcego? Simmmm... e pra mim são as orelhas mais expressivas que já vi. Ele presta atenção em tudo, como um bom caçador que deve ser, as orelhas são como "antenas" que mostram sua agilidade e inteligência.
Gordo? Não, ele é bombado, robusto e forte. Gosto de dizer que ele aguenta qualquer coisa e eu amo ver aquela bunda musculosa rebolando enquanto caminha.
Amo de frente, de lado, de costas, de mau humor, cheio de areia... simplesmente amo por ser quem és, meu melhor amigo! Meu perfeitinho!

quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Hora do banho

Quem tem um Scottish já leu e sabe o quão alérgica é essa raça, infelizmente a grande maioria tem algum tipo de alergia e dificilmente conseguimos saber o motivo, e muito menos curá-los. Já ouvi relatos de muitos amigos que gastaram horrores para descobrir a causa, mas o que mais escuto: são ALÉRGICO ATÓPICOS (dermatite), ou seja, tem alergia à TUDO.

O Pierre não fugiu a regra, desde pequeno vive num "coça coça" :( Teve crises horríveis de chegar a se mutilar se mastigando, lambendo, mordendo... ele se arrasta nas paredes, esfrega seu dorso em móveis como cadeiras, na qual ele alcança e tudo pra se coçar, é triste de se ver. Já passei noites com ele chorando, ele de um lado de coceira e eu do outro sem ter mais o que fazer. Já dei corticoide 2X, porém foram em crises absurdas onde ele estava com muita inflamação e feridas graves pelo corpo. Sou contra porque sei que reduz o tempo de vida do animal, então só em casos extremos mesmo. Infelizmente achei que tinha fotos das vezes que ele teve as crises, mas não achei. Abaixo foi a que mostra no tamanho dos "rombos" que ele fazia nele antigamente... há mais de 2 anos que ele não tem feridas deste tamanho.
Essa foto foi em 2012
O que fazer? Qual o tratamento? Bom, vou contar rapidamente o que passamos e o que faço pra amenizar as crises do Pi...
Fomos em muitos veterinários, ninguém nunca soube me dizer o motivo da coceira louca dele. Larguei a ração quando ele tinha pouco mais de 1 ano e comecei a dar AN (alimentação natural), não curou, mas ajudou muito!!!! Na migração para a AN me recomendaram fazer em 3 etapas, sendo 45 dias de carne, depois frango, depois peixe, sempre com 3 tipos de legumes cozidos e sem carboidratos. Quando cheguei na vez do FRANGO a coceira dele potencializou, ou seja, alérgico à frango. Infelizmente para alérgicos, as vezes vamos na tentativa e erro mesmo. Hoje dou qualquer tipo de proteína, exceto frango. Conheci outras pessoas que aconteceu o mesmo. Depois desse processo fiz o curso do Cachorro Verde (SUPER RECOMENDO) e complementei a alimentação dele dele, na qual dou até hoje e as melhoras foram: bebe 1/3 da água que bebida, pêlo mais bonito, alergia melhorou e agora gosta de comer. Sei que é errado, mas ainda dou bifinho (apenas o de bacon e de carne) e Biscrok (para raças pequenas e não dou os coloridos, para reduzir os corantes, pelo menos) pq é o que uso para adestrar e brincar com ele. Já testei deixar ele mais de 1 mês sem ambos, e nada alterou na alergia.
Sylvia Angélica - Veterinária que presta cursos e consultoria sobre AN (Cachorro Verde)

Fui numa veterinária endocrinologista (Dra Daniela) na qual foi a que realmente fez exames e raspagens no Pierre, ela finalmente me deu uma explicação um pouco mais científica e racional sobre o caso dele. De forma resumida ela me disse que: a pele é uma cadeia de células que possuem gordura para grudar umas nas outras e assim formar a pele. O Pierre foi diagnosticado com pele extremamente ressecada, ou seja, ele praticamente não tem essa gordura entre as células, por isso qualquer coisa que entra entre as células inflama e causa a alergia. Ferrou! E agora?

SHAMPOO: Ela me passou um shampoo medicamentoso que tem antibiótico, antialérgico e hidratante, e sinceramente foi o que realmente melhorou bastante a pele dele. Mando fazer no Graal Animal que fica na Trindade (perto da minha casa), custa menos de R$50,00 e dura uns 2 meses com 1 banho por mês que dou nele em casa. Esfrego bem ele e deixo agir uns 5 minutos. Ele quase não tem cheiro, mas depois que passamos a usar as bolinhas pararam de aparecer e a coceira diminuiu. No rótulo tem a fórmula para quem quiser fazer também.
HIDRATANTE: Um complemento para quem puder "bancar", porque ele é meio carinho, é um hidratante em formato de pipeta da Virbac - ALLERDERM, conforme na foto abaixo. A médica veterinária me indicou sendo o ideal é usar pelo menos 1X por semana na nuca do cão pra ajudar na hidratação. Sempre 2 dias antes ou depois do banho. Uso quando o Pi começa a se coçar muito, infelizmente não consigo bancar toda semana.
Allerderm - Virbac
POMADA: Descobri essa pomada que uma veterinária indicou para a minha mãe usar nas gatas dela, é pomada para humano mesmo. Quando cria as bolinhas de coceira ou vermelidões no Pierre eu passo e alivia a coceira dele sempre. Abaixo a original e e genérica.
Pomada

Pomada Genérica
RESUMINDO: são inúmeros os fatores que complicam e perpetuam a dermatite atópica, segue abaixo alguns fatores comuns e o que faço para combatê-los.

  • picada de insetos (pulgas, carrapatos, formigas, pernilongos) -> Alimentação diária com 1 dente de alho por dia (evita pulgas e carrapatos); Também utilizo pipeta na nunca a cada 3 meses;
  • aeroalérgenos (alérgenos inalantes: ácaros, pólens) -> Nunca detectado
  • trofoalérgenos (proteínas da dieta) -> Não dou frango
  • endócrinos (doenças hormonais) -> Os exames dele sempre foram normais
  • obesidade -> Ele está apenas 1kilo acima do peso, acredito que não seja causa
  • manejo (banhos inadequados, produtos mal indicados) -> Utilizo shampoo medicamentoso citado acima
  • piodermites (infecções bacterianas) -> Quando teve tratei com veterinário com remédios apropriados
  • dermatofitoses (infecções fúngicas) -> Nunca detectado
  • comportamentais (ansiedade) -> Ele vive se lambendo e por isso tento iteragir muito com ele e levar ele para praia, onde solto e ele para imediatamente de se coçar. Notei que o estresse faz com que ele se coce mais que o normal.

sexta-feira, 7 de agosto de 2015

Vamos ajudar cães e gatos abandonados!



Boa noite pessoas queridas, tudo bem? Hoje estou aqui por uma causa nobre, quero escrever principalmente para aqueles que além de curtirem as "nossas aventuras" querem ajudar e não sabem como. Muitas pessoas me escrevem, umas para tirar dúvidas sobre a raça e outras perguntando como podem ajudar na causa animal, meio na qual também sou super envolvida, como vocês sabem...
Aqui em Floripa tenho os locais e pessoas que eu costumo ajudar, e claro que sempre indico esses protetores independentes, que fazem trabalho sério pelos patudos, para todos que me questionam. Uma das maiores necessidades dos protetores e das ONGs de hoje e sempre, é COMIDA, tanto para canil e/ou gatil, de todo o país.

Descobri um programa da Max - Total Alimentos que eu achei DEMAIS para quem quer ajudar!!!! Para quem compra ração da Max para seus patudos (cães e gatos), poderá ajudar de forma super fácil, olha isso:
Que atire a primeira pedra quem nunca ficou com o coração partido ao ver um cão ou gato abandonado na rua ou ainda quando se depara com notícias a respeito de maus tratos aos animais. Nosso primeiro instinto é querer ajudar, não é?
          
A Max – Total Alimentos também gosta de colocar a mão na massa quando o assunto é ajudar os animais! Estamos entre as 10 maiores produtoras de alimentos para animais do mundo, e toda a linha de Max e Max Cat Premium Especial foi feita especialmente para cães e gatos, com o máximo de sabor e qualidade.  Com um currículo assim, não é de se espantar que nos preocupamos tanto com a saúde e bem estar dos animais. É por isso que fazemos questão de ajudar não apenas eles, mas ajudar também pessoas que amam os animais do mesmo jeito que a gente!
A Max  já doou mais de 128 toneladas de alimentos para aproximadamente 800 ONGs e protetores de todo o Brasil! Tudo isso por meio do programa Max em Ação. Nunca ouviu falar no programa? Calma que a gente te explica!
O programa Max em Ação surgiu da vontade da Max em ajudar os milhares de protetores e ONGs de todo o país a conseguirem mais doações de ração para os amigos de quatro patas que eles cuidam. Se você faz parte de uma ONG ou é um protetor independente e ainda não faz parte do programa, corre para o site e se inscreva!
O Max em Ação funciona assim: comprando uma embalagem de Max ou Max Cat, a pessoa deve recortar no verso da embalagem um vale-ração que poderá ser doado para uma das ONGs de proteção animal cadastradas no programa. Você ajuda muitos animais a se alimentarem tão bem quanto o seu! E ainda acompanha no site as mudanças que você ajudou a fazer. Além disso, também pode fazer a doação direto pelo site, através desse link >> http://loja.maxemacao.com.br/. Por lá você pode selecionar a ONG ou protetor e a quantidade de ração que quer doar, tudo isso sem precisar sair de casa. Fácil, não é?
                            http://www.maxemacao.com.br/

Mas a vontade da Max em ajudar não para por aí! Ela também é responsável pelo maior encontro nacional de apoio aos protetores animais, o ENAPA.  A edição desse ano acontece dia 23 de agosto de 2015. O evento é gratuito, se você conhece ou faz parte de uma ONG, avise que ainda dá tempo de se inscrever por esse link: www.encontroenapa.com.br/inscricao.html                                 www.encontroenapa.com.br/inscricao.html
Se você, assim como a Max, quer ajudar os animais abandonados, escolha uma ONG ou protetor do Max em Ação para ajudar e faça um post nas redes sociais chamando seus amigos e conhecidos a ajudarem também. E se você é protetor ou voluntário de uma ONG, esperamos vocês no ENAPA!

Passo-a-passo para ajudar:
1. Acesse o site do Max em Ação e procure uma ONG ou protetor da sua cidade ou região;
2. Quando encontrar a ONG ou protetor que você deseja ajudar, clique no nome dela;
3. Clique no botão DOAR na lateral direita superior da página sobre a ONG ou protetor que você deseja ajudar;
4. Selecione qual ração e quantidade você quer doar e faça o pagamento;
5. Pronto! Sua doação foi feita com sucesso. Agora é hora de divulgar para seus amigos e conhecidos para ajudarem mais cães e gatos abandonados!
6. Seja pelas redes sociais ou pelo seu próprio blog, faça uma publicação chamando o pessoal para doar também, indique o site do Max em Ação e esse passo a passo de como doar.

                         Juntos vamos salvar vários cães e gatos abandonados!


sábado, 23 de maio de 2015

Presentes, fotos e camiseta linda da Roxy Lady


Presentes e mimos sempre são gostosos de serem recebidos, ainda mais de pessoas que passaram na sua vida de alguma forma. 

Há alguns dias atrás recebi alguns posters e uma camiseta linda de amigos que só conheço virtualmente e que são leitores deste humilde blog. Recebi 4 fotos minhas e do Pierre, fotos que eternizam momentos maravilhosos que vivi com meu nego, são presentes da Roxy Lady, empresa do casal querido Vagner e Roxy. Esse casal querido são os pais do Terry, um Scottish na qual participei da adoção a poucos anos atrás e que hoje vive como um reizinho em São Paulo.
Esses são os 4 posters que ganhei, que tal?

E olha que amor a minha blusinha com o meu Pi, APAIXONEI!
AMEI!
Ainda ganhei uma foto do pequeno Terry. É lindo, né? Lindo da Dinda! =D Guardarei pra sempre como um "case de sucesso" de adoção mais do que responsável.
Little Terry, lindo da dinda, te amo!
Vagner e Roxy, só tenho a agradecer à vocês, não só pelos presentes, mas por serem pessoas iluminadas e optarem por ADOTAR o pequeno Terry. Adotar não é pra qualquer pessoa, ainda mais adotar um cão adulto e com um "gênio do cão". Obrigada por mostrarem pra ele o que é o amor de verdade e espero um dia conseguir ir pra São Paulo conhecer vocês 3, e o pequeno Brian, claro!!! :) MUITO AMOR pra essa família de roqueiros queridos!

segunda-feira, 18 de maio de 2015

A força de um Scottish

Queria eu que o Pierre tivesse noção da força que ele tem. Toda brincadeira com ele eu fico com um roxo novo, uma unha quebrada, um arranhão... só em encostar o dente dele na gente já dói muito. Sei que ele não faz de propósito, bem pelo contrário, está apenas brincando e é muito empolgado, porém é super "ogro", ele não tem noção e quando está na empolgação é ainda mais forte.

Semana passada fomos pra Ibiraquera passear, ele estava numa pilha absurda e amou o lugar porque tinha uma lagoa linda e da altura dele. Corria de um lado para o outro, pulava que nem um louco, numa felicidade linda de se ver.

 
O problema é que ele não queria ficar parado nunca, QUERIA NADAR. Sozinho? Jamais! Diferente dos Scotties que conhecemos ele SE FAZ de independente, porém não faz nada sozinho e fica me rondando e me empurrando para andar na água pra ele ir nadando do lado. Reclama quando vou devagar. Olhem no link abaixo que vocês terão noção de como é angustiado e me chama para brincar.
[Vídeo] Pierre o nadador
Nesse dia ele reclamou tanto que me deu DUAS "mordiscadinhas", sabe aquelas só com a pontinha da boca, tipo um beliscão? Então, ele puto porque eu não estava andando na água me deu dois "beliscões" desse na panturrilha e olha o estrago que fez. Na hora doeu, mas não imaginei que ia ficar assim porque não foi mordida, foi beliscão. Nas fotos abaixo já tinha passado 2 dias.
 
Além do hematoma horrível que parece que levei uma SUPER mordida, se formou um caroço bem dolorido. Essa é a vida de uma mãe de um Scottish OGRO =)

quinta-feira, 26 de março de 2015

DESAPARECIDO: Barão (Florianópolis-SC)

É pessoal, nem sempre meus posts são legais, informativos... hoje venho pedir a ajuda de vocês, principalmente se morar em Florianópolis.

Semana passada me abordaram na rua perguntando se o Pierre era meu mesmo. Um casal de amigos da Alyne acharam que o Pi poderia ser o cão dela que está sumido desde o dia 13/03/2015
Cartaz que estamos divulgando na internet
O Barão é um Scottish Terrier cor preta porém que já está bem grisalho, pois tem 11 anos. Ele sumiu/fugiu do bairro da Cachoeira do Bom Jesus próximo a Serte, em Florianópolis. Ele está peludo, porém sem bigode devido uma frieira que teve recentemente na boca. Odeia cavalos e tem medo de trovões, late muito quando ouve. Infelizmente estava sem coleira de identificação. Abaixo algumas fotos dele:





Quem souber qualquer coisa sobre ele, favor entrar em contato:
Falar com Alyne Rosa
E-mail: alynerosa@bb.com.br

Fone: (48) 9607-1681


Vamos ajudar esse idosinho a voltar pra sua casa!!!!!